COMO CONQUISTAR MAIS ALUNOS COM MARKETING DIGITAL

Um dos maiores desafios para conquistar novos alunos está na dificuldade, apresentada pelo modelo tradicional, para se comunicar com um público diferente do que se tinha antes.

Planejamentos rígidos e anuais com gastos inflexíveis não são mais suficientes: hoje, é preciso pensar no marketing de maneiras diferenciada. As instituições devem construir relacionamento com os atuais e possíveis alunos, proporcionando conteúdo que seja de qualidade e dentro das suas necessidades.

No post de hoje, você vai entender por que as empresas de educação precisam apostar em estratégias atuais. Continue a leitura e confira 6 dicas de Marketing Digital que você deve implementar agora!

1. APOSTE EM DIFERENTES ESTRATÉGIAS

Em um país em crise, as instituições de ensino precisam utilizar estratégias cada vez mais atuais para atrair novos alunos, vender mais cursos e obter um melhor relacionamento com seus discentes.

Para isso, foi necessário que esse tradicional mercado se reinventasse, repensando as ações para atrair e manter os alunos. Entre as práticas adotada pelas instituições para captar e reter seus alunos utilizadas, o Marketing Digital merece um destaque.

As estratégias do Marketing Digital podem ser utilizadas para entender mais o seu próprio negócio e seus consumidores, alcançando resultados cada vez mais focados no seu negócio.

Segundo uma pesquisa realizada na área, mais de 66% das instituições investem apenas em marketing offline. Quando nos referimos ao online, o número das empresas que destinam recursos para esse fim sobe para 81,3%. Desses, mais de 41% utilizam pelo menos 10% do valor para marketing com campanhas online.

Os dados acima demonstram que a maioria das empresas já entende a necessidade de usar o Marketing Digital em suas ações. Quando a questão são os tipos de mídias utilizadas, mais de 94% postam em redes sociais e mais de 84% utilizam e-mail marketing. Para completar essa lista, temos ainda as mídias pagas e as publicações em blogs.

Os principais problemas do marketing não estão necessariamente ligados a investimentos, mas à má utilização dos recursos. Por isso, é fundamental entender o que deve ser feito e como fazer isso com qualidade. Os resultados obtidos pelas empresas que sabem utilizar Marketing de Conteúdo são animadores:

  • 2,2 vezes mais visitas a partir de publicações em blog;
  • 10 vezes mais visitas para aqueles que postam em suas redes sociais;
  • 7 vezes mais leads para as que produzem e divulgam e-books.

2. ESTUDE O MERCADO

Uma parte considerável do sucesso de um negócio está em conhecer o seu negócio.

Para que sua instituição saiba o que deve ser feito para aumentar o número de alunos, é preciso entender o que está sendo oferecido no momento, quais são os formatos favoritos do público e qual é a principal demanda.

Além disso, lembre-se de que o mercado sempre muda e evolui, e as pesquisas devem ser feitas com regularidade. Aqueles que fazem isso conseguem oferecer serviços ainda pouco explorados e, assim, com pouca concorrência. Os demais terão que remar para atingir o patamar dos que começaram antes.

3. CONHEÇA O PÚBLICO-ALVO PROFUNDAMENTE

Se você acredita que o discente é o principal foco da sua empresa, é preciso conhecê-lo em todos seus aspectos. Caso você não o entenda plenamente, perderá matrículas e alunos, e sua instituição de ensino terá dificuldades para sobreviver.

Para fazer Marketing Digital não é diferente: é preciso pesquisar a fundo o perfil do seu estudante ideal. Baseado nos resultados da pesquisa, faça uma representação fictícia do cliente (também chamado de persona), demonstrando sua idade, formação acadêmica, medos, desejos e problemas que possui. Veja também como essa persona se comporta na internet e quais são os tipos de conteúdo que mais a agradam.

Lembre-se, porém, de que o público modifica seu comportamento constantemente. Da mesma forma que os cursos a distância não eram tão populares há dez anos e hoje fazem um grande sucesso, com o tempo novos hábitos surgirão.

4. ENTENDA CADA ETAPA DO FUNIL

O funil de vendas é um processo que visa conduzir e acompanhar seu aluno desde que ele descobre que tem um problema até o momento em que percebe que a sua empresa tem a solução, matriculando-se em um curso.

Por meio do funil de vendas, portanto, é possível fazer uma gestão inteligente de todas as oportunidades de venda. Especificamente para as empresas de educação, isso significa que o conteúdo realizado deve ser capaz de atrair mais pessoas interessadas na instituição.

Além disso, a corporação terá disponível grandes vantagens, como melhor conhecimento da equipe e produtividade — afinal, todo o grupo envolvido com marketing e vendas poderá ser avaliado. Assim, deve-se oferecer auxílio aos funcionários, entendendo seus problemas e ajudando-os a solucioná-los.

CONQUISTE MAIS ALUNOS. CONHEÇA NOSSAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING DIGITAL PARA ESCOLAS. SOLICITE APRESENTAÇÃO

5. PRODUZA CONTEÚDO ESPECÍFICO PARA CADA ETAPA DO FUNIL

Agora que você já entendeu que aplicar o funil de vendas é essencial, o próximo passo é produzir conteúdo personalizado para cada etapa dessa estratégia. Veja como fazer isso:

Topo de funil (atração)

Entendemos como topo de funil todos aqueles possíveis alunos que possuem uma dúvida ou problema cuja solução inclui ingressar em uma instituição de ensino.

Esse tipo de usuário precisa de informações que não sejam muito complexas e incluam generalidades, como relevância de obter um grau específico, filosofias de educação e outros pontos importantes quanto à educação em geral.

Meio de funil (consideração)

Nesse estágio, o internauta já entendeu o valor do curso ou modalidade e quer descobrir qual é a melhor instituição de ensino ou formação. Aproveite para divulgar conteúdos mais específicos sobre áreas de atuação e cursos mais procurados, mas sem fazer propagandas diretas da sua instituição.

Lembre-se que é preciso conquistar a confiança do usuário aos poucos para que ele mesmo perceba que a sua empresa possui a melhor oferta.

Fundo de funil (decisão)

Aqui, o futuro aluno já está pronto para tomar suas decisões e poderá avaliar a sua empresa para decidir quais rumos deve seguir. Devido a essas especificidades, a produção de materiais nessa etapa deve ser interligada ao estágio de compra do cliente, respondendo diretamente as suas perguntas.

6. ATUE EM DIVERSOS CANAIS

Muitas empresas que estão começando no Marketing Digital erram nesse ponto, uma vez que apostam em poucos canais de distribuição de materiais. Com uma divulgação sem foco, é possível apenas torcer para que as produções sejam encontradas.

Paralelamente, outras instituições apostam em praticamente todas as redes disponíveis no mercado, dispondo de uma estratégia fraca e pouco focada para fazer a nutrição dos usuários em cada uma. Por isso, permanecem parados e sem conteúdo, ou divulgam material muito generalizado.

Antes de tudo, é preciso ter em mente que nenhuma ferramenta, por mais conhecida que seja, deve ser considerada a salvação de todo um plano de marketing. Desse modo, você deve pensar em plataformas como Facebook e Google AdWords apenas como parte do processo, e não como as únicas utilizadas.

Lembre-se também de criar uma estratégia apenas depois de estudar o público e os canais mais eficazes a partir de um objetivo traçado com base em dados reais, obtidos por meio de pesquisas de mercado. Dessa forma, as ferramentas disponíveis serão aplicadas da melhor maneira possível, e não como um tiro no escuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *