Facebook : está na hora de sair?

Confesso que já me fiz essa pergunta diversas vezes, e recentemente tenho recebido essa dúvida de outras pessoas também. Afinal, muita gente tem receio de investir no Facebook, pois assim como outros canais de divulgação, ele também pode acabar, como já tivemos diversas plataformas que fecharam e outras que poderão fechar no futuro. Isso é normal!

Nos últimos dias têm sido obscuros para o Facebook em face do escândalo envolvendo o uso indevido de 50 milhões de perfis de usuários pela Cambridge Analytica para manipular os resultados das eleições norte-americanas. As ações do Facebook despencaram, levando a empresa a perder cerca de US$ 50 bilhões em seu valor de mercado. Autoridades britânicas e americanas convocaram o CEO Mark Zuckerberg para esclarecimentos.

Após dias de silêncio, Zuckerberg finalmente veio a público se explicar. Em post publicado em sua página oficial do Facebook, ele diz que a empresa está trabalhando para averiguar e entender o que aconteceu, confirma que a companhia está em conversa com órgãos regulatórios e admite que a confiança entre a rede social e seus usuários “foi quebrada”.

Mas agora, usuários da maior rede social do mundo – são 2 bilhões deles ativos mensalmente – já se questionaram: será o momento para deletar minha conta? Uma campanha com a hashtag #DeleteFacebook ganhou força na terça-feira (20), ironicamente, no Twitter. Algumas pessoas escreveram já ter dito “adeus” ao serviço criado por Zuckerberg e colegas em um dormitório da Universidade de Harvard e lançado ao mundo em 2004.

Claro, questões de privacidade envolvendo o Facebook não são de hoje. Ao entrar na rede social, curtir páginas, marcar amigos em fotos constrangedoras, compartilhar check-in no aeroporto ou ainda naquele café que sempre erra seu nome ao escrevê-lo em um copo descartável, você já entregou muita coisa a seu respeito em uma rede social que, assim como todas as outras, tem nos seus dados o seu maior valor, independente de os mesmos serem direcionados para fins de publicidade ou não.

Facebook : está na hora de sair?

Mas, afinal, o Facebook vai acabar?

Agora, essa é a pergunta que mais deve estar permeando os seus pensamentos…

  • Será que esse escândalo impactou tanto a rede social à ponto de ela simplesmente deixar de existir?

Verdadeiramente, é difícil chegar à uma conclusão única. Afinal, há quem vai dizer que todos os usuários deveriam sair da plataforma, já que a privacidade jamais será respeitada. Por outro lado, há quem diga que essa é uma oportunidade para que o Facebook se torne mais seguro.

O que podemos colocar, com certeza, é que o futuro da rede social está nas mãos dos responsáveis por ela e, claro, dos usuários. Isso porque, por mais que tenha ocorrido alguns pronunciamentos oficiais, ainda se espera uma posição mais firme e sólida dos representantes da plataforma. Enquanto isso não ocorre, há movimentos em outras redes sociais que impulsionam a crise para cima, incentivando usuários a boicotarem e deletarem o Facebook.

Como dissemos no início, o impacto não foi visto apenas nas redes sociais, o mercado também reagiu ao escândalo, fazendo com que a desvalorização da ferramenta chegasse à 100 Bilhões. A cada nova informação que os responsáveis pela investigação trazem à tona, o Facebook recebe um novo golpe. O que se torna absolutamente perigoso para a sua estabilidade.

Além disso, a finalização do caso pode guardar um verdadeiromapa que demarca o caminho, sem volta, da rede social em direção ao futuro. É que se ficar comprovado que o Facebook teve participação ativa ou algum tipo de responsabilidade no vazamento de informações, ele será multado em um valor capaz de finalizar suas atividades.

Essa ação é prevista no código penal como violação ao acordo consolidado através das políticas privacidade.

Por enquanto, a ferramenta de Mark Zuckerberg segue funcionando como de costume, sem nenhuma mudança expressiva, inclusive, para anunciantes da rede. Também não houve publicações oficiais acerca de modificações nesse sentido.

LEIA TAMBÉM: Você já ouvir falar na Vero? É a rede social que quer desbancar o facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *