MARKETING MOBILE: SUA EMPRESA AINDA NÃO APROVEITA ESTE GRANDE POTENCIAL

Se o marketing mobile é a bola da vez em 2015, esperem para ver em 2016, 2017, 2018… . Não tem volta, hoje estamos ligados diretamente a smartphones e tablets. E se sua empresa ainda não percebeu isso, então corra. Ler o jornal, acompanhar o campeonato de futebol, checar e-mails, acessar a previsão meteorológica, consultar o GPS. No último ano, o Brasil teve 33,2 milhões de pessoas conectadas à internet acessando os mais diversos conteúdos por meio de dispositivos móveis. Antes inimagináveis, a mobilidade e o acesso à informação que smartphones e tablets ligados à web deram ao brasileiro não são mais planos para um futuro distante.

Dados da pesquisa Mobile Modes, feita pelo Yahoo! Insights em parceria com o Instituto Ipsos, mostram que até o fim de 2015 serão 70 milhões de brasileiros acessando a internet a partir de dispositivos móveis.

 marketing mobile 3

Cada vez mais dependente dos dispositivos móveis, o brasileiro quer que suas experiências digitais sejam integradas. Está na hora de sua empresa ter uma estratégia de marketing mobile

Segundo a pesquisa Mobile Report, o aumento do acesso mobile foi mais expressivo entre as pessoas de menor renda. No quarto trimestre de 2014, as classes C, D e E, juntas, representavam 36%. No trimestre seguinte, o índice saltou para 38%. Porém, a posse de smartphone conectado à internet continua bastante concentrada nas classes A e B, que somam 62% do total.

A Nielsen também apresentou um aumento do uso do smartphone online entre pessoas a partir de 35 anos. Nesse grupo, o crescimento médio no trimestre foi de 20%, enquanto entre adolescentes ficou em 9%. As mulheres são maioria entre os usuários de internet via smartphone, com 51%.

A região Sudeste é o maior mercado de smartphones conectados, com 47% do total. Mais da metade dos smartphones do Sudeste está no estado de São Paulo, que tem 26% do total do Brasil. A segunda maior região é o Nordeste, com 23%.

As redes sociais, serviços de mensagens, e-mail, vídeos, notícias, música e portais são os conteúdos e ferramentas mais utilizados usuários brasileiros de smartphone. Dos vinte aplicativos mais utilizados no Brasil, sete são redes sociais ou comunicadores instantâneos. Na sequência aparecem apps de bancos, e-mail, vídeos e games.

Quanto à leitura de conteúdo, os aplicativos ainda não são o meio favorito dos usuários de smartphone. Em abril, 40% dos usuários disseram que consumiram notícias pelo aparelho. Desses, 68% afirmaram que abriram o navegador de internet do smartphone para se informar, 42% leram notícias a partir de compartilhamentos em rede social e 30% consumiram conteúdo compartilhado em um app de mensagens.

A pesquisa também questionou o quanto as pessoas estão dispostas a pagar para ler notícias no dispositivo. Do total de leitores de notícias, 4% disseram que já pagam para ler conteúdo jornalístico no tablet ou no smartphone e 10% responderam que estão dispostos a pagar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *